Independência Financeira

Antes ou depois de ler esse post, sugiro dar uma olhada no artigo sobre “Planejamento Financeiro” e “A Importância de Planilhar os Gastos”, ambos complementam a ideia que quero trazer, bom, vamos a ela.

Ser independente financeiramente, o que isso quer dizer? De início eu acharia que seria ganhar grana suficiente para pagar todas as minhas contas sem depender de meus pais algum parente ou cônjuge por exemplo. Mas não. Não é isso.

Ser financeiramente independente é na verdade, não depender de ninguém, nem de si mesmo, para pagar as contas do mês, incluindo os momentos de lazer e ainda alguns investimentos. Em resumo, seria viver da renda dos próprios investimentos constituídos durante a vida.

Se você tem uma baita renda, mas depende do seu emprego para continuar recebendo esse valor, mesmo que seja um funcionário público por exemplo, que tem certa estabilidade, você não conquistou a independência financeira ainda, mas não desanime, o caminho pode ser menos complexo do que parece.

Um exemplo de alguém que já chegou nesse patamar seria um aposentado, que receba uma pensão suficiente para cobrir suas despesas mensais e que ainda proteja a sua reserva da inflação, isto é, que as suas reservas cresçam na mesma medida em que a inflação corrói o seu patrimônio.

Mas então, como conquistar essa tal independência financeira?

Infelizmente somente com as contribuições para a previdência pública, dificilmente alguém conseguiria atingir este objetivo, primeiro, pois existe um teto para aposentadoria, pelo menos para maioria das pessoas, e além disso, a inflação geralmente ganha das correções que são feitas no salário dos aposentados, sendo assim, no longo prazo sua aposentadoria iria diminuindo e seu poder de compra e gastos mensais consequentemente seriam menores.

Não tem jeito então? Tem sim.

Com um bom planejamento e controle constante dos seus gastos é possível determinar até mesmo quanto tempo falta para atingir este objetivo. É claro que para aqueles que nunca pouparam e querem começar agora o sonho fica mais distante, porém, não impossível. Um ponto importante a ser destacado mais uma vez é: não é o valor que se ganha, e sim o quanto se gasta, se para você R$ 1000,00 são suficientes para passar o mês com tranquilidade, uma reserva de R$ 200.000,00 rendendo 1% ao mês seria suficiente para cobrir seus gastos, lhe proteger da inflação e aumentar seu patrimônio constantemente.

Um primeiro passo para definir de quanto seria o patrimônio necessário para viver de renda é definir o valor dos gastos mensais, é ai que entra a importância da planilha de gastos, com ela fica mais fácil definir o que realmente importa e o que pode ser cortado e assim fazer sobrar uma grana para começar a construir seus sonhos.

Em segundo lugar, investir em si mesmo, seja para aumentar a renda ou aprender um pouco mais sobre investimentos, deixo como sugestão o livro “Pai Rico, pai pobre”, foi uma leitura que mudou meu modo de ver o dinheiro, não espere nenhum milagre lendo o livro, mas garanto que vai mudar suas perspectivas também.

Por fim, após conhecer um pouco mais sobre investimentos, ponha a mão na massa e comece a investir todo mês, com um pouco de sacrifício e muita vontade é possível alcançar seus objetivos por mais distantes que eles pareçam.

Espero ter contribuído de alguma forma, e surgindo alguma dúvida deixe nos comentários.

Valeu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s