FGC, mais segurança para seu investimento

O FGC (Fundo Garantidor de crédito) foi criado em 1995, é uma entidade privada e sem fins lucrativos, que tem uma função muito bacana que é dar uma garantia aos investidores, e também a qualquer um que possua dinheiro em bancos, ou cooperativa e sociedades de crédito.

Que segurança é essa?

O FGC protege o capital de qualquer pessoa até o limite de R$ 250.000,00, por CPF e também por instituição, ou seja, é possível ter conta em mais de um banco e assim proteger R$ 500.000,00 ou em quatro bancos diferentes e proteger um patrimônio de um milhão.

Lembrando que tem que ser instituições diferentes, não vale ter 4 contas em agências diferentes mas todas do mesmo banco.

Além disso, não só os valores de investimento, mas o valor que está em sua conta corrente, ou em sua conta poupança, ou um depósito feito, também estará protegido por este fundo.

Posso sair investindo em qualquer banco filiado ao FGC então?

Até certo ponto sim, desde que se respeite o limite dos R$ 250.000,00 é algo aceitável, deve-se ter o cuidado de calcular a rentabilidade do investimento, caso você invista 200 mil, por exemplo, e sua rentabilidade ultrapasse os 250 mil reais o valor excedente não estará protegido.

Porém, é sempre interessante avaliar o rating daquele banco, apesar de o FGC garantir seu valor em caso de o banco vir a quebrar, os juros que seriam acumulados durante o período que o banco quebrou até o valor ser restituído não estarão cobertos.

Além disso, não há um prazo determinado para o pagamento acontecer, por isso é válido analisar bem onde vai investir.

Como que o FGC tem todo esse dinheiro?

Todo banco filiado destina uma parte dos depósitos feitos em sua instituição, ao Fundo, é daí que vem o recurso que gera a segurança a todos que tem contas em banco e investimentos também.

Um ponto interessante é que, se um banco pequeno quebra o “prejuízo” causado é relativamente pequeno comparado a quebra de um “grande banco”, como os mais conhecidos (BB, Itaú, Bradesco, etc), pois estes tem muito mais clientes e consequentemente é muito maior o valor a ser restituído.

Pensando dessa forma, seria até mais seguro investimentos em bancos pequenos, do que em grandes bancos, não só pelas maiores taxas, mas porque é muito mais fácil pagar os credores de um banco menor, obviamente que a quebra de um grande banco significaria um caos gigante e algo muito ruim na economia, mas gosto de fazer ilustrações, mesmo que sejam pouco reais.

Bom pessoal, é isso, espero ter deixado claro, a função do FGC, e talvez estimular qualquer um que queira buscar uma taxa melhor, mas tem medo de usar bancos pouco conhecidos.

 

Flws.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s