Fundos de Investimento

Fala pessoal,

Então, os fundos são um tipo de investimento que geram certa discussão quando se comparam as vantagens e desvantagens de se investir por conta própria, ou seja, sem deixar o seu dinheiro na mão de um gestor, no caso, o gestor do fundo. Mas antes vamos entender o que é um fundo de investimento e algumas de suas características.

O fundo de investimento funciona como uma comunidade de investidores, que optam por investir através do fundo, e assim passam a unir seus recursos em busca de melhores oportunidades de investimento, além disso, a responsabilidade por realizar os investimentos fica a cargo do gestor do fundo.

Cada fundo tem características próprias que determinam que tipo de ativos podem ser encontrados em suas carteiras, sendo assim, existem variados tipos de fundos de investimento, como: fundos DI, fundos de renda fixa, fundos cambiais, fundos multimercado, etc.

Para fazer parte de um fundo é necessários comprar cotas desse fundo específico, e o valor mínimo de entrada pode variar desde R$ 10,00 a R$ 1000,00 ou muito mais, dependendo das regras do fundo, existem ainda fundos que não permitem a entrada de novos investidores, como acontece em alguns Fundos de Investimento Imobiliário, onde é necessário comprar cotas de investimento de alguém que esteja disposto a negociar as suas, caso contrário você não consegue fazer parte daquele grupo de investidores.

Bom vamos comentar sobre algumas características de alguns fundos.

Fundos DI: este tipo de fundo tem como principal objetivo seguir o índice DI, e para isso aplica no mínimo 95% do seu patrimônio em títulos públicos atrelados a Selic ou títulos privados de baixíssimo risco.

Fundos de RF: nesse tipo de fundo o gestor passa a ter mais liberdade na escolha dos produtos financeiros, tanto quanto ao risco de liquidez, mesmo sendo títulos de renda fixa, é possível encontrar debêntures ou CDB’s e LCI’s de prazos mais estendidos dentro da carteira do fundo, contudo é normal que esse tipo de fundo entregue um resultado acima dos fundos DI’s.

Fundos Cambiais: basicamente o que esse tipo de fundo faz é acompanhar a trajetória do dólar frente ao real, não vejo esse fundo como um investimento, apesar de poder haver ganho a ideia principal é proteger o seu capital para um compromisso futuro em dólar, como pagar uma viajem, por exemplo.

Fundos Multimercados: os fundos multimercados são os mais variados, pois permitem comprar de tudo para compor sua carteira, são mais arriscados que os fundos citados anteriormente e ainda permitem alavancagem, por isso tenha bastante cuidado ao escolher esse tipo de fundo, por oferecer mais risco, espera-se que este fundo entregue uma rentabilidade mais alta, assim como rendimento negativo.

Existe uma grande variedade de tipos de fundo, comentei acima alguns dos mais conhecidos e fáceis de se encontrar, futuramente podemos explorar melhor cada um deles e novos fundos também.

Vale a pena investir em fundos?

Essa é a questão galera, isso vai depender do investidor, todo fundo paga uma taxa de administração que é bastante variável, partindo de 0,3% a 2, 3 ou 5% tudo vai depender do tipo de fundo e onde você está comprando.

Essa taxa é cobrada sobre o patrimônio total do fundo, o que acaba depreciando sua rentabilidade, e é aí que entra a discussão se vale ou não a pena utilizar o fundo como forma de investimento.

É uma questão um pouco subjetiva, pois alguns não querem ter que ficar se preocupando com seu investimento mensalmente e preferem a comodidade de investir pelo fundo e deixar que o gestor tome as decisões, o gestor é claro possui bastante conhecimento sobre o mercado financeiro, então de certa forma ele tomará decisões muitas vezes melhores que o investidor individual.

Tudo é questão de análise, se você está disposto a ler sobre o assunto e se manter atualizado sobre o tema, e não tem preguiça de uma ou duas vezes por mês consultar sua carteira de investimento e fazer os ajustes necessários o fundo pode parecer menos atrativo, pois fazendo sua própria gestão você aprende muito mais e compra somente títulos que você realmente precisa.

Particularmente prefiro seguir esse caminho, muito mais pelo aprendizado em si, pois existem fundos que por ter um capital muito maior conseguem até superar rentabilidades esperadas dentro da Renda fixa devido a capacidade de diversificação que existe lá dentro.

No fim, depende de você fazer a escolha, o post fica como uma fonte de informação antes de tomar sua decisão.

O texto ficou um pouco mais longo do que eu gostaria, mas é isso aí, até a próxima.

Flws.

   

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s