Investindo no Tesouro: Tesouro Selic

Olá pessoal,

A ideia do post de hoje, e dos próximos a serem publicados é tratar de forma mais prática e didática o funcionamento de cada título do Tesouro, comecei pelo artigo: Investindo no Tesouro Direto, e a ideia agora é detalhar melhor cada um dos títulos, buscando responder algumas perguntas referentes a rentabilidade, liquidez, como aplicar e tudo mais.

Começando então pelo Tesouro Selic.

Esse título é uma das opções que temos a disposição no Tesouro Direto, e além disso é o ativo mais conservador que existe no país.

Sim, o Tesouro Selic é a opção de investimento mais segura que há, isso acontece pois, quem assegura o título é o tesouro Nacional, e apesar de essa garantia servir também para os demais títulos públicos, apenas o Tesouro Selic garante que você não sofra com oscilações de mercado.

Qual a minha rentabilidade nesse título?

A rentabilidade do Tesouro Selic é 100% da Selic, e ao falar de Selic é preciso entender que existe a Selic Meta, que é aquela comentada nos jornais e a Selic Over, a remuneração do título acompanha a Selic Over, que é sempre um pouquinho mais baixa que a primeira.

Quem quiser consultar a taxa da Selic no dia basta visitar o site do Banco Central, logo na página principal já é possível ter acesso a qualquer uma das taxas mencionadas.

Então se a Selic foi de 6,5% no ano a minha rentabilidade bruta, será de 100% desse valor, ou seja 6,5%.

E a rentabilidade líquida?

Sim, existem descontos, tanto IR como taxas de custódia e talvez taxas da corretora.

Começando pelo IR, você irá pagar sobre o seu lucro, e o imposto irá seguir uma tabela regressiva, começando em 22,5% e finalizando 15% uma vez que você invista por mais de 2 anos, mais informações aqui.

A taxa de custódia que é cobrada pelo próprio Tesouro, que na data que escrevo esse artigo é de 0,3% ao ano sobre o valor total da aplicação, essa cobrança ocorre semestralmente, uma vez no início do ano e outra em junho.

E por último pode haver a taxa cobrada pela corretora por custódia de seus títulos, é possível fugir desse custo, basta achar uma corretora que não cobre taxas para esse tipo de operação.

Simulando: utilizei o próprio site do Tesouro, você consegue fazer essa mesma simulação através desse link:

https://simulador.tesourodireto.com.br/#/inicio

Investindo R$ 1000,00 hoje, no Tesouro Selic 2023, eu resgataria lá na frente R$ 1331,19 (03/2023). Já descontando R$ 63,70 de IR e R$ 25,36 de custos do tesouro.

Outro custo que existe é do IOF, que é cobrado nos primeiros 30 dias de investimento, a dica então é caso tiver que resgatar aguardar pelo menos esse período, para evitar mais um imposto.

Liquidez e segurança

Como comentei lá no início, não existe títulos mais seguros dos que os ofertados pelo Tesouro Nacional, o seu risco de calote é praticamente zero, a preocupação passa a ser com os demais riscos, como a liquidez e o risco de mercado.

Outra grande vantagem dos títulos do tesouro é que eles sempre terão liquidez, pois o próprio tesouro se compromete a fazer a recompra dos títulos a qualquer momento, o problema é que alguns títulos sofrem com oscilações de mercado, então você pode acabar perdendo dinheiro.

Isso não ocorre com o Tesouro Selic, sua remuneração é feita diariamente, então mesmo que você invista hoje e decida resgatar amanhã não haverá risco de perda, contudo o ganho será de quase nada também.

O prazo de resgate do título é de D+1, mais o prazo de sua corretora, então se você solicitar o resgate na segunda-feira o valor já estará disponível em sua conta da corretora a partir de terça, no geral as corretoras não levam mais de um dia para lhe disponibilizar seu dinheiro.

Como e para que utilizar esse título?

A aplicação no Tesouro Selic, assim como nos demais títulos do tesouro vai lhe exigir ter conta em uma corretora, já o funcionamento da plataforma de cada uma pode variar, é comum que as corretoras deixem o passo-a passo demonstrando como utilizar a plataforma em seus canais do YouTube.

A função principal do Tesouro Selic é lhe garantir liquidez, segurança e uma rentabilidade justa. Pensando nisso o que mais combina com esse ponto é sua reserva de emergência, ou objetivos de curto prazo.

Apesar de haver opções de investimento que lhe rendam um pouco mais do que o Tesouro Selic, e lhe garantam a mesma liquidez, ninguém vai dar a mesma segurança, nem mesmo a garantia do FGC.

Pense o seguinte, a sua reserva de emergência deve estar disponível para o que? Emergências, ou seja, não sabemos quando irá acontecer. Agora de nada adianta eu possuir a proteção do FGC, e ter a certeza de que irei receber meu dinheiro, mas precisar da grana hoje, contudo o meu banco quebrou e sei que vou ter aquele dinheiro disponível, contudo somente daqui a dois meses.

Pode soar um pouco paranoico, mas gosto de trabalhar com todas as possibilidades existentes.

Resumindo, se seu objetivo é montar sua reserva de emergência, ou se você é alguém com um perfil ultraconservador, não existe opção melhor de investimento do que o Tesouro Selic.

A grande tristeza é que esse título pode acabar sendo extinto em alguns anos, então vale a pena aproveitar enquanto ele ainda está por aí.

Até mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s