Investindo no Tesouro: Tesouro Prefixado

Olá pessoal,

Continuando a série de artigos sobre o Tesouro, a ideia de hoje é falar um pouco mais sobre o Tesouro Prefixado, seguindo a mesma lógica do último post, falamos sobre rentabilidade, dicas de como utilizar e tudo mais.

O Tesouro Prefixado, como o próprio nome já diz, irá lhe entregar uma rentabilidade já conhecida, que irá variar de acordo com as taxas de juros vigentes e também com tempo de aplicação, o título é bastante seguro uma vez que é garantido pelo Tesouro Nacional, assim como os demais produtos do Tesouro Direto.

Qual a minha rentabilidade nesse título?

Diferente do Tesouro Selic, onde a rentabilidade irá acompanhar o movimento da Selic, os títulos prefixados irão lhe render a taxa acordada no momento da compra, como exemplo vou deixar as opções de rendimento que temos na data em que escrevo esse artigo.

Tesouro Prefixado 2021 – 8,8% a.a;

Tesouro Prefixado 2025 – 10,49% a.a;

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 – 10,58% a.a;

Aqui não tem muito mistério, caso você opte pela primeira opção você irá receber 8,8% ao ano, na segunda opção a ideia é a mesma, contudo há também a possibilidade de investir com o recebimento de juros semestrais, vamos entender um pouco melhor sobre isso.

Os dois primeiros títulos irão lhe pagar a taxa acordada, porém você só irá receber esse valor na data de vencimento, onde há o pagamento do principal e mais os juros acumulados.

No Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, a situação muda um pouco, o principal você irá receber mais uma vez somente no vencimento do título, nesse caso em 2029, contudo semestralmente você irá receber um juros de R$ 48,81 aproximadamente, independente da taxa, uma vez que o rendimento é sobre o valor nominal do título, que será sempre de R$ 1000,00. Isso vale apenas para quem comprar o título cheio, se comprar apenas uma fração o valor é menor.

Para saber sua rentabilidade líquida você deve seguir a mesma lógica dos títulos de renda fixa vou deixar o link aqui.

Quando usar títulos com Juros Semestrais?

Vou buscar dar uma resposta técnica, mas tem um pouco de opinião também, no fim quem decide como administrar melhor seus investimentos é você.

A proposta de um título que pague juros semestralmente é lhe gerar renda dentro desse período, a ideia é que você tenha um fluxo de caixa, sem precisar tirar dinheiro do seu montante principal.

Para quem está começando a investir o ideal é utilizar os juros como forma de crescer o seu patrimônio e não como renda, então minha dica é evitar esse tipo de título, uma vez que você passa a correr o risco de reinvestimento, o melhor para acumular seria utilizar os títulos que vão conservando os juros ao longo do tempo.

Para quem já possui um bom montante acumulado e busca gerar uma renda extra para aposentadoria, por exemplo, esse tipo de título passa a fazer muito sentido.

Liquidez e segurança

Mais uma vez, por ser um título garantido pelo tesouro, o risco de calote é mínimo, contudo devido a liquidez esse título é “menos seguro” que o Tesouro Selic.

Isso acontece por um simples motivo: a marcação a mercado dos títulos.

Qualquer título do Tesouro Direto irá lhe dar liquidez, e o mesmo se aplica aos títulos prefixados, o grande problema é que ao fazer um resgate antecipado, você corre o risco de perder dinheiro.

Sim, isso é possível. Se levar o título até a data de vencimento esse risco não existe, você irá receber o valor que foi acordado tanto os juros como principal, não há com o que se preocupar. Porém, em um possível resgate antes do prazo existe a possibilidade de receber um valor menor do que foi prometido, ou até mesmo uma rentabilidade maior do que se esperava.

Tudo isso ocorre pela variação das taxas de juros, e por ser um assunto mais complexo, prometo tratar sobre o tema em outro post, para que este não fique muito longo.

Como e para que utilizar esse título?

A aplicação no Tesouro Prefixado, assim como nos demais títulos do tesouro vai lhe exigir ter conta em uma corretora, já o funcionamento da plataforma de cada uma pode variar, é comum que as corretoras deixem alguns passo-a passo demonstrando como utilizar a plataforma em seus canais do YouTube. Sim copiei o mesmo texto do post anterior, isso se chama preguiça.

Quanto a utilização do título o principal ponto é se atentar a data de vencimento, para que não haja necessidade de resgate antes do vencimento, vale lembrar que quem possui uma reserva de emergência pronta não irá sofrer com esse problema.

Segundo ponto, esse título geralmente oferece uma taxa de juros um pouco mais alta do que a Selic, então se o cenário indica queda ou estabilidade na taxa de juros, vale a pena aproveitar esse produto e garantir uma rentabilidade um pouco mais alta, principalmente se o objetivo casar com a data de vencimento do título.

Em resumo, o título é muito seguro, oferece liquidez, porém com a ressalva de que pode haver perdas em resgates antecipados, e se usado com sabedoria pode lhe render algo acima do mercado, como um prêmio por travar o dinheiro por mais tempo. Lembrando que a opção de juros semestrais deve ser usada para quem não está iniciando a construção de seu patrimônio.

Espero ter ajudado, até mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s