Porque é difícil gastar menos do que ganhamos?

Porque ganhamos pouco. Porque está tudo caro. Porque o ator/atriz da novela usa uma roupa que eu não preciso, mas quero ter.

Olá pessoal,

Alguns dos porquês ali de cima podem até fazer sentido, ou ser uma crítica, cabe a cada um analisar, mas o post de hoje busca identificar um certo “culpado”, por fazer o nosso dinheiro durar menos que os dias do mês.

Esse post vai ser menos sobre finanças e mais sobre comportamento, seguindo a ideia exposta aqui, onde falo que a matemática não é tão importante nas finanças pessoais como geralmente acreditamos.

Quem é o culpado? Nosso cérebro.

Sim, é ótimo botar a culpa em outra pessoa ou coisa, do que admitir que podemos estar errados, mas nesse caso é possível que a culpa seja desse órgão tão valioso para nossa vida. Então remove-lo não é uma opção.

Contudo, não lutar contra as vontades do próprio cérebro é culpa nossa, sendo assim, não podemos deixar de fazer nossa parte. Mas chega de enrolar.

Entendendo nosso cérebro.

No geral nossa tomada de decisão passa por três etapas avaliadas por nosso amigo pensante. Basicamente são três níveis que facilitam fazer escolhas, são eles: o lado animal, mais primitivo, um lado emocional e um lado racional, a ordem é essa, e é importante que seja assim.

O lado animal busca garantir nossa sobrevivência, então em situações de perigo ou urgência ele age primeiro evitando uma situação de risco, por exemplo. Em seguida vem o lado emocional, que leva em conta obviamente nossas emoções, e por último o lado racional, que busca analisar a situação de forma lógica antes de se decidir.

Essa ordem é importante porque, antes de analisar uma situação do ponto de vista lógico, você precisa ficar vivo, vou deixar um exemplo.

Você está caminhando e se depara com um cachorro muito bravo. Seu instinto inicial é fugir, seja correndo ou ficando fora de alcance, isso é essencial para evitar que você seja mordido. Caso o lado emocional falasse primeiro você poderia ficar com pena do animal e querer ajuda-lo, então seria mordido. O lado racional se preocuparia com o fato do abandono de animais e como isso os prejudica, e claro, também seria mordido.

Acho que a ideia ficou clara, certo? Mas como isso afeta meu comportamento com o dinheiro?

No geral é um pouco da combinação do lado primitivo com o lado emocional que o prejudica, e alguns comportamentos que nos acompanham desde gerações anteriores.

Nosso cérebro busca o seguinte: gratificação imediata; ilusão de que tudo vai ficar bem; seguir a manada; coisa rápidas e simples.

E é bastante preguiçoso, ou evita ao máximo: decisões difíceis; pensar no futuro, sair da zona de conforto.

Agora, analisando os itens acima descritos imagine uma situação onde você passa por uma loja e gosta de um produto qualquer. As primeiras reações são de querer adquirir o produto, já que ele é necessário (gratificação imediata), ou comprar porque seus amigos ou parentes já possuem aquilo também (seguir a manda), entre outras.

São vários os exemplos, mas a ideia é perceber que, quem age primeiro são os lados primitivo e emocional e por último o lado racional que luta sozinho e ainda é preguiçoso.

Entender esses conceitos pode lhe ajudar, pois lhe força a lutar contra as justificativas que seu cérebro usa contra você, dizendo por exemplo: vou comprar só desta vez e mês que vêm eu economizo.

Resumindo, o cérebro vai sempre criar justificativas fáceis para pergunta lá de cima: “Porque ganhamos pouco. Porque está tudo caro.”. Mas cabe a você determinar se aquilo realmente faz sentido, ou não.

É isso por hoje, a ideia no texto não é eliminar os lados emocionais ou primitivos do seu dia a dia, até por que você pode acabar morrendo, e o blog perderia leitores, perdão pela brincadeira e até a próxima.

Flws.

P.S.: Eu não sou nenhum especialista em comportamento ou anatomia, a proposta do post é apenas trazer algumas ideias de psicologia para justificar certas atitudes, se você tiver algo a contribuir por favor, não deixe de usar os comentários.

Anúncios

3 comentários em “Porque é difícil gastar menos do que ganhamos?

  1. ANAANA disse:

    Perfeito…o texto nos leva a refletir sobre nossas escolhas…o tema é amplo e fascinante….entra no viés do consumismo se quisermos ir um pouco a diante… achei até legal uma piadinha ao final…parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s