Valor mínimo para investir

Olá pessoal,

Investir gera alumas dúvidas, e uma delas é: com quanto se pode começar em cada investimento. A resposta é simples, com R$ 1,00 apenas você já pode dar o primeiro passo.

Alguns outros exigem um valor mínimo de entrada, que pode ser de R$ 30,00 como no Tesouro Direto, R$ 500,00 ou 1000,00 para alguns CDB’s ou LCI’s de bancos, ou R$ 150.000,00  nas letras financeiras e por aí via.

Contudo, os bancos tem ficado cada vez mais democráticos em relação a seus investimentos, sendo possível ter acesso a ótimas oportunidades com valores mais baixos. Tudo isso devido a concorrência dos bancos menores e a informação cada vez mais acessível.

Mas a proposta deste post é um pouco diferente. 

Certos investimentos permitem aportes mais baixos, como é o caso das ações, por exemplo. Tendo conta em uma corretora é possível investir em ações com R$ 50,00 ou menos, e apesar de ser algo raro comprar lotes com menos de 100 ações, é totalmente viável, mas até que ponto faz sentido?

Não é objetivo deste post criticar quem opera desta forma, e nem entrar em detalhes específicos sobre as ações, mas sim trazer algumas dicas de como determinar um valor mínimo para um investimento, baseado nos custos e riscos.

Futuramente podemos detalhar essas questões por produtos em posts específicos.

O que devo observar?

O custo do investimento deve ser analisado. Não só da operação em si, mas custos de custódia, taxas, tributos e até mesmo a TED/DOC, na hora de transferir o dinheiro da conta para a corretora ou banco em que irá investir.

Se você está investindo R$ 100,00 e pagou 10 reais para transferir seu dinheiro e outros 10 reais de corretagem, seu lucro esperado deve ser de no mínimo 20% apenas para cobrir estes custos, isso sem considerar tributos, inflação e etc.

Essa dica vale tanto para produtos de renda variável ou mesmo renda fixa.

Expectativas de retorno x objetivos: nenhum de nós tem habilidades de prever o futuro, mas algumas análises devem ser feitas antes de investir.

Se o seu investimento tem por fim um objetivo específico com valor pré-determinado, não adianta esperar milagres do seu investimento, você terá de contribuir com um valor minimo inicial ou nos aportes mensais para chegar onde deseja.

Para facilitar a sua vida há um post que lhe ensina a calcular esse valor e instruções para conseguir a planilha aqui do blog.

Diluindo os riscos: o exemplo aqui será dentro da renda fixa, mas serve para outras áreas também. Mesmo quem tem um perfil mais arrojado, não deve colocar todos os ovos na mesma cesta, se você por exemplo, decide investir em debêntures, sabe que o risco é maior, mesmo se tratando de um produto de renda fixa.

Nesse caso, a ideia do valor mínimo está atrelada ao percentual de patrimônio destinado a esse investimento, mais uma vez, ninguém tem capacidade de prever o futuro, então se você separou R$ 1.000,00 (valor mínimo aprox. para começar) para investir em debêntures seu risco aumenta bastante, já que todo o capital está concentrado em apenas uma empresa, a ideia então é que se distribua o valor em 5 ou mais opções, o que requer um valor mínimo de R$ 5.000,00, ou se a escolha é em relação ao patrimônio total que se limite esse investimento a 5 ou 10% dos investimentos totais.

Em resumo essa é a ideia, as vezes juntar por mais tempo pode trazer um pouco de ansiedade, mas com certeza irá diluir tanto os custos como os riscos do seu investimento.

Até mais.

Aproveite o cupom e conheça também o curso Futuro Mais Rico

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s